USERLGI e USERLGA: como habilitar a leitura para os usuários?

USERLGI e USERLGA: como habilitar a leitura para os usuários?

Para Download Informe seu e-mail aqui e receba totalmente grátis!

USERLGI e USERLGA Protheus - UserFunction


     

    Sabemos que o Protheus oferece diversas ferramentas e recursos para a personalização e controle de dados.

    Entre esses recursos, os logs de inclusão e alteração (USERLGI e USERLGA) são amplamente reconhecidos como um dos recursos mais simples e essenciais do Protheus para rastrear mudanças em tabelas.

    Mas, como habilitar, visualizar e disponibilizar essas informações de forma clara para os usuários?

     

    Habilitando os Logs USERLGI e USERLGA

    Para habilitar os logs de inclusão e alteração (USERLGI e USERLGA) em uma tabela específica, o processo pode ser realizado no configurador do Protheus.

    Fizemos um exemplo utilizando a tabela de clientes.

    1. Acesse o configurador como administrador.
    2. Abra a tabela desejada (neste caso, a tabela de clientes).

    Tabela de Clientes - Configurador

     

    3. Vá para “Campos Reservados” e escolha a opção “Log de Inclusão” e “Log de Alteração”.

    USERLGA E USERLGI

     

    4. Marque as opções pertinentes e aplique as configurações.

    A partir desse ponto, o Protheus começará a armazenar informações sobre quem incluiu e quem alterou registros na tabela.

    USERLGA E USERLGI

     

    Tornando as Informações Visíveis para os Usuários

    Embora as informações sejam registradas no banco de dados, os dados são armazenados de forma criptografada e apresentados de uma forma que não é legível para os usuários, que muitas vezes precisam solicitar ajuda da equipe de TI para entender as informações.

    Então, para contornar esse problema, podemos criar um campo virtual que apresentará essas informações de maneira mais simples, de forma que os usuários podem compreender.

    1. Na tabela de clientes no configurador, adicione um campo virtual, por exemplo, A1_YLELGI.

    Criação de campo virtual USERLGI E USERLGA2. Certifique-se de marcá-lo como “virtual”.

    3. Na aba “Opções”, preencha o campo com o seguinte comando, que está disponível no material para download

    Criação de campo virtual USERLGI E USERLGA

    4. Faça as devidas aplicações.

    Agora, ao acessar o cadastro do cliente, o usuário verá na parte inferior quem incluiu e quem alterou os registros.

    Tabela de Clientes

    Incluindo informações de data 

    Embora agora seja possível identificar quem realizou as alterações, adicionar a data que elas foram realizadas também pode ser um grande diferencial.

    Para isso, basta seguir um processo incorporando um código mais completo que também torne a informação visível na tabela para os usuários. Essa adição permitirá que eles saibam não apenas quem, mas também quando as alterações foram feitas.

    • SA1->(FWLEUSERLG(“A1_USERLGI”, 1))+space(1)+SA1->(FWLEUSERLG(“A1_USERLGI”, 2))
    • SA1->(FWLEUSERLG(“A1_USERLGA”, 1))+space(1)+SA1->(FWLEUSERLG(“A1_USERLGA”, 2))

     

    Lembrando que esse exemplo foi realizado no cadastro de clientes, mas a mesma abordagem pode ser aplicada a qualquer tabela no Protheus, proporcionando uma visão clara e acessível das alterações realizadas.

    Para Download Informe seu e-mail aqui e receba totalmente grátis!

    USERLGI e USERLGA Protheus - UserFunction


       

      Este é um documento vivo e está sempre em atualização. Se faltou algo, não deixe de comentar no final do artigo ou entre em contato.