Aprenda como configurar AuditTrail Protheus.

Aprenda como configurar AuditTrail Protheus.

Aprenda como configurar AuditTrail Protheus.

Você já precisou saber quem, que dia e hora foi alterado e qual o conteúdo antigo que estava em um determinado registro?
Pois bem, hoje você vai aprender a configurar audittrail protheus, um serviço que guarda todas as movimentações do sistema.

Existem dois tipos de auditoria, a primeira é mais simples que guarda apenas o usuário e a data de inclusão e última alteração do registro, nesse caso não mostra o conteúdo que estava.
Já a outra forma guarda todas as movimentações de um determinado registro. Além disso, mostra várias informações como usuário, data, hora, tipo de operação e conteúdo que estava.

 

Como configurar auditoria por tabela (Forma mais simples): 

Esse é um processo muito simples porem ele registra apenas quem incluiu, data de inclusão, quem foi o ultimo a alterar e data da ultima alteração. Perceba que dessa forma você não fica sabem todo o histórico e qual o conteúdo que estava antes de alteração.

Mesmo assim, esse procedimento ainda torna-se viável quando não se quer ter um processo mais complexo como é a segunda forma de auditar que mostrarei com mais abaixo.

Para configurar essa forma mais simples, basta acessar o Configurador > Base de Dados > Dicionario > Bases de Dados.

Seleciona a tabela que quer colocar o controle de Log, clica em Editar, Clica em Campos e Clica no ultimo botão (Campos reservados) conforme ilustro na imagem abaixo:

InclusaoCampo

Marca a primeira opção “Log de Inclusão”, clica em finalizar e depois repete clicando no botão de Campos Reservados e marcando a segunda opção “Log de Alteração”.

Com isso você acabou de incluir 2 campos (??_USERLGI e ??_USERLGA) que esses controlaram a inclusão e alteração para cada registro.

Pronto, basta aplicar os campos.

Log1-001

Com o campo aplicado, basta fazer uma inclusão ou alteração na tabela em questão e depois disso para consultar o log. Acessa o Configurador > Usuário > Auditoria > Log de Registros

Abrirá uma tela (imagem abaixo) listando todas as tabelas que contem esses campos de controle de Log, selecione a sua e clique em OkLog1-01

Abrirá um browse com todos os registros da tabela selecionada e agora é só escolher o registro que quer auditar e clicar em visualizar:

Log1-02

Essa é a forma mais simples de auditar uma determinada tabela.

 

Como configurar audittrail protheus (Forma mais completa): 

Pensando em ajudá-los da melhor forma possível criamos um curso bem detalhado. Vou te ensinar a instalar e configurar o Audit Trail até deixá-lo funcionando com o seu Protheus. É uma ferramenta muito importante e é muito frequente a requisição dos clientes em utilizar esta funcionalidade. Aprenda a gravar e também ler/interpretar os logs, com isso você vai subir mais um degrau na sua carreira de analista Protheus!

Acesse: https://userfunction.com.br/cursosuf/auditoria-no-protheus-audit-trail/

audit trail

Espero que tenha compreendido e ajudado nos seus conhecimentos.

Visite o www.userfunction.com.br para ver mais artigos.

Mais informações segue link do boletim técnico disponibilizado no TDN.

8 comentários

  • Gilberto

    A instalação dessa ferramenta deixa o sistema mais lento?

  • Fabiano

    Boa noite

    Estou com um caso em que preciso configurar o Audit Trail via SQL só que em servidores separados.
    Gostaria de uma ajuda. Como devo configurar os DBAccess de ambos ?
    – Servidor X – Possui o banco do Protheus
    – Servidor Y – Possui Audit Trail
    * Cada servidor possui um DBAccess.

    • Admin

      Olá Fabiano,
      Nesse caso você tem que usar apenas um DBAccess ( o de aplicação ), você configura esse para a sua aplicação e para o seu Audit Trail ( apontando para o outro servidor.
      Mais ou menos assim:
      – Servidor X – Possui o banco do Protheus e DBAccess ( configurado aplicação e na aba audit aponta para o seu servidor de audit )
      – Servidor Y – Possui Audit Trail

      Não sei exatamente como está o processamento de cada maquina e o volume das informações.
      Já tentou deixar sua estrutura dessa forma:
      – Um servidor só para aplicação
      – Um servidor para DBAccess com AuditTrail ( se for possível deixar o SQL aqui ótimo, se não deixa separado o SQL conforme o item abaixo)
      – Um servidor para o Sql ( Aplicação e Audit )

  • Raquel Kalina

    Bom dia,

    Na empresa em que trabalho temos dois servidores, um de aplicação e um de banco de dados.
    Instalei o Audit Trail, no servidor de banco de dados onde roda o DBACESS, porém, como já fazem alguns meses a consulta está praticamente impossível, são muitos registros, pois configurei para auditar “todas as tabelas”. Pesquisei na internet alguns topicos, porém, a unica solução seria configurar um novo banco, acho muito ruim o audit trail, pois salva tudo em uma unica tabela, deveria ser dividido, para evitar todo esse retrabalho.
    SDs

  • Eder Michel

    Bom dia,

    Pessoal, alguém sabe se a rotina de auditória do menu “usuários” do configurador, da versão 12 do Protheus, foi descontinuada?